Beleza

The new beauty department by H&M: Não e não

domingo, agosto 30, 2015

Como tinha mostrado no instagram, eu comprei um dos produtos da nova linha de maquilhagem da H&M. Um batom liquido mate "Velvet lip cream" na cor Screen Siren que é lindíssima, sim senhor. Mas a qualidade... 

Talvez seja uma opinião (e decisão) precipitada e ainda estou a basear-me num só produto mas... não vou investir mais. Se não sabem fazer um batom mate em condições, o que dirá do resto? É uma marca de loja de departamento e os preços que pratica são caríssimos, também. Seis euros por uma sombra unitária? 10 euros por um batom clássico? 

O batom que comprei foi a maior decepção da minha vida (tá, a maior decepção da minha vida durante esta semana) e os oito euros pior gastos de sempre: A aplicação é terrível e fica toda manchada e, não obstante, em 20 minutos e só por falar ou sorrir o batom descasca, deixa os dentes cheio de restos esfarelados. Enfim, desfaz-se. Ainda bem que ganhei 15 euros numa raspadinha para compensar o gasto desnecessário. Procurei pelo mundo dos blogues e no amigo Google sobre opiniões desta linha mas ainda são elas raras - presumo, no entanto, que em breve toda a gente vá falar disso - e a única que encontrei em relação aos "Velvet lip cream" sumariza tudo o que eu acho. Podem ver aqui mas sugiro que traduzam, hahaha


A mim não me apanham mais lá a comprar nada daquilo (graças que as roupas ó: continuam a corresponder às minhas expectativas e sou muito fã). Prefiro continuar a minha política de comprar qualidade e não apenas coisas para encher e só para dizer que também tenho. O saco, pelo menos, esse sim foi um amor! Mas não vale os 8 euros.

E vocês? Tinham intenção de comprar algum produto desta nova linha de maquilhagem da H&M?

sexta-feira, agosto 28, 2015


Hoje fazem 4 meses que estamos em Agosto e ainda faltam três dias para terminar este mês.

Tá foda

sexta-feira, agosto 28, 2015

Eu não costumo ver televisão e, muito provavelmente, já venho atrasadíssima para falar sobre. Durante o trabalho no restaurante ela está ligada e hoje até estive minimamente interessada naquele protesto dos lesados do BES e, bom, algumas notícias eu vou vendo. O resto, não "passo cartão". Cheguei em casa há coisa de uma hora e, como é usual, vou tirar a roupa das cordas, colocar outra no estendal e deixar mais uma máquina de roupa a lavar (vida de dona de casa) e o meu pai estava com a TV ligada, na SIC. Chamou-me a atenção um anúncio em que começaram a perguntar a umas raparigas como era o rapaz dos sonhos delas. 

Vi assim, com o olhar meio de canto, e senti os ouvidos sangrar com respostas como "alto, olhos claros"... mas, o pior, foi quando veio o remate de "O rapaz dos teus sonhos está aqui, fecha os olhos" e apresentam às miúdas um obeso de 117kg - do qual já esqueci o nome, perdão - e é visível a cara de decepção delas. Daí outro remate "Mas ele vai mudar!". Ok. Pode não ser o rapaz dos sonhos dela, de facto... Mas usar isso para fazer publicidade ao programa do "Peso Pesado Kids"? Desde quando e em que mundo, alguém tem que perder peso para parecer o "rapaz dos sonhos" de um bando de rapariguinhas idiotas? Além disso, onde é que alguém gordo não pode ser o rapaz dos sonhos de alguém? E, sério, meu Deus! É nisso que nos vamos basear para alguém querer, apenas e só, ser mais saudável?

Caralho - estou furiosa - eu sou gorda e como podem imaginar, este anúncio afectou-me. Tocou-me na ferida e deve tocar em todos os gordos do planeta por mais gorda feliz que eu seja. Já fui mais gorda, no entanto. Mudei e continuo a mudar porque quero ter uma maior qualidade de vida e poder desfrutar dela como melhor posso e não para ser a rapariga dos sonhos de alguém. Até porque isso nunca foi problema; o único problema era alguém ser dos meus sonhos MAS nunca porque é "gordo" e pesa 117kg. 

Que mancada, SIC. Em vez de apresentarem argumentos lógicos e factuais como os problemas que a obesidade acarreta (ou poderá acarretar no futuro como hipertensão, diabetes, colesterol, dificuldades de locomoção) ou até apresentar experiências más que os gordinhos da vida sofrem como, ora bem, a roupa servir mal; deixar de sentar numa cadeira de plástico porque tem receio que vai partir ou deixar de sentar porque não cabe; ter o constrangimento do elevador quando ele aceita 4 pessoas mas o peso dele já vale por 2 e outras tantas situações que possam pesar na consciência da pessoa e procurar uma mudança de estilo de vida... NÃO. A ideia deles é criar o rapaz dos sonhos de um bando de crianças porque o mundo em que vivemos é mesmo esse: completamente fútil e levado pelas aparências.

Acho de louvar o programa da SIC, no entanto, em fazer com que os jovens procurem cuidar-se e serem mais saudáveis. Mas este anúncio foi qualquer coisa decepcionante, arrogante e muito gordofóbico. Peço desculpa a ti, que esqueci o nome e estás inscrito no programa e tiveste que passar por este absurdo durante o anúncio. Tá foda, melhor dormir


O armário

E novidades?

quarta-feira, agosto 26, 2015

Nesta última semana abri os "cordões à bolsa". Tudo bem, tenho os meus momentos e, não conseguindo resistir, deixei apenas cotão na minha carteira. Mas, sabem quando isso faz um bem ao espírito? Foi assim mesmo. Já comentei que ir às compras deixa-me feliz e comprar coisas com as quais fico realmente satisfeita, também. Tenho tentado fazer isso para ver se poupo mais um bocado em vez de, simplesmente, chegar e comprar porque me deu na telha. Além disso, a minha roupa está quase toda larguíssima (oh, bendita reeducação alimentar) e se não fosse pela Andreia linda que tem doado as suas roupas para mim - que também já não lhe servem por estarem grandes - eu teria que andar praticamente nua. Receber roupas de alguém que se veste diferente de mim, abriu-me a mente e dei por mim a experimentar coisas que eu achei que não usaria ou porque nunca tinha encontrado no número maior da loja, com cores mais divertidas mas, a última coisa que andava pela minha cabeça era o raio de uma camisa xadrez. Nunca que camisas tinham ficado bem no meu corpo mas, aproveitando os menos 20kg - e ainda faltam mais uns 30kg para ficar ó: maravilhosa - que a minha mudança de hábitos alimentares e de saúde me proporcionou, resolvi atender aos meus desejos. Encontrei a camisa xadrez na Primark e levei-a comigo e estou a sentir-me toda meigalinda.


Junto com a camisa xadrez ainda trouxe o top basiquíssimo, umas botas imitação da Timberland porque não sou rica para poder investir numas originais  e as calças de cintura subida e com um rasgão na altura dos joelhos. Mas isso depois eu mostro já que, outro dia, pela H&M também andei a fazer das minhas e lá trouxe duas peças que também são lindas. Mas se eu fiz apenas compras de roupa e calçado? Claro que não. Gastei duas notas n'O Boticário e uma na Kiko MakeUp, que não visitava tinha séculos. Mas isso fica para outra publicação se aqui a Catarina tiver paciência e tempo para andar a fotografar as coisas. Enquanto isso, segue lá no instagram que faço aparições constantes por lá. 

Up

segunda-feira, agosto 24, 2015

Olá? O blogue anda meio parado, de facto. O meu tempo está curto e quando dou por mim já é de noite e quero mais é descansar, ver um capítulo d'O Clone - sim, estou a rever a novela da minha pré-adolescência - ou de uma série qualquer e então dormir. Nem tenho tido tempo de acabar o livro que estou a ler "As Confissões de Catarina de Médicis" pelo qual estava apaixonada e agora sinto, depois desta ausência de leitura por alguns dias, nenhuma vontade de pegar nele embora só faltem menos de uma centena de páginas. A pensar nisso tudo, decidi mudar o layout do blogue e estou a trabalhar no mesmo e a gostar cada vez mais dele, mesmo não sendo nada de inovador e super diferente do que por aí se vê. Pois é. Junto com a mudança do layout, virá uma header mas ainda estou com a cabeça em papa para poder pensar em algo que me agrade. Nesses dias, pensei em mudar o nome do blogue mas lá cheguei à conclusão que depois de mais um ano assim... deixa ficar. Eu continuo a amar tulipas amarelas, não sei é se continuo com muita fé neste nome francês. Vou tentar actualizar mais este bendito e também renovar o seu espírito: além dos meus posts de pseudo-diários melancólicos, pretendo incluir outros temas e voltar com as publicações de músicas, sobre filmes, sobre séries e sei lá eu que mais. Também sobre produtos que tenho usado, qual o perfume do momento e por aí vai. É claro que isto vai exigir de mim muita mais paciência e dedicação mas depois da primeira quinzena de Setembro e, se tudo correr bem, vou estar muito mais liberta e com todo o tempo do mundo (ou quase isso) para continuar este meu cantinho do mundo blogosférico. Enquanto isso, continuem por aí, por favor. 

terça-feira, agosto 18, 2015


Já passou metade deste mês e  devido à falta de tempo que tenho tido não me foi possível ir até à praia, tomar banho de mar. Fui ao rio, duas vezes. A piscina, nem vê-la de perto. Se não fosse o início do ano nas praias brasileiras, acho que 2015 seria um ano sem cabelo com sal e areia nos meus pés. Está certo que o Verão ainda não terminou mas... duvido muito que a situação se altere e me deixe gozar - por menos que fosse - uma tarde na praia.

terça-feira, agosto 18, 2015


Como já tinha referido por aqui, não concluí a minha tão esperada licenciatura em Julho aquando a época de exames. Deixei uma cadeira para trás: Análise das Relações Internacionais II. Como finalista, pude inscrever-me na época especial de exames em Setembro. Estou oficialmente inscrita. O trabalho aqui no restaurante tem sido demasiado, estou cansada e estou também com a cabeça (e o coração apertado) cheia de problemas que não me deixam capacidade e nem vontade de começar a trabalhar no estudo. Mas... tenho que achar uma forma qualquer. É necessário. Tudo bem que pode correr mal mas não pode ser por falta de estudo ou de preparação. É o meu melhor projecto, no momento, ter o diploma de licenciada e poder começar a abrir portas para outros projectos em mente que também seriam muito bons. I need to focus. 

sábado, agosto 15, 2015


O mês de Agosto está a ser um quanto desgosto. 

O meu cabelo vermelho

domingo, agosto 09, 2015

Em Maio decidi perder o medo e arriscar em pintar o cabelo de vermelho. Era um desejo que tinha há algum tempo mas não conseguia arriscar nem sozinha - tinha medo de comprar uma tinta errada e deixar o meu cabelo com cor de sabe-se lá o quê - e não tinha encontrado um salão de cabeleireiro que me passasse a confiança necessária para poder fazer isso. Mas de uma coisa eu sabia, eu não queria descolorar o meu cabelo por nada desse mundo. O meu cabelo é super fino e passar por uma descoloração total era para matá-lo. 
Em Abril conheci o White Studio - um salão de cabeleireiro unissexo em Braga - e apaixonei-me pela equipa, pelo espaço e pelos resultados do meu corte de cabelo que havia feito na época. Não há nada como ir num salão onde eu diga "Corte 1 dedo" e realmente ser cortado um dedo e não uma mão inteira, hehehe. Bom... Quando conversei a respeito de pintar o cabelo de vermelho, encontrei as respostas às minhas dúvidas e no dia 2 de Maio - sim, eu sou dessas estranhas que lembra as datas de praticamente tudo - pintei.

Tive que pesquisar muito antes de tomar esta decisão porque ele consegue ser lindo e brilhante e cheio de vida até 4 lavagens; após isso... vai perdendo a cor. É difícil investir numa ida a um salão de cabeleireiro para ver o dinheiro pelo ralo abaixo enquanto tomando duche, certo? Então é preciso saber de uma coisa e ter bem a noção disso: cabelo vermelho fica caro. (Mas fica lindo também então releva!)

O meu cabelo estava castanho escuro com umas madeixas acobreadas (que iam ficando amareladas e horrorosas à medida que o tempo passava) que eu tinha feito em Setembro de 2014. Estas já estavam próximas da orelha, ou seja, a minha raiz estava natural e o resto do cabelo meio pintado de castanho com aquelas madeixas. Tinha medo do cabelo ficar manchado ou a tinta vermelha não pegar, então, a primeira coisa que eu pedi para fazer foi: uma madeixa de teste. Este teste numa madeixa de cabelo é só das coisas mais importantes que devem ser feitas. Ela vai servir para testar a cor - se fica manchada, se não pega, como fica o tom - e como o cabelo vai comportar-se com a tinta... se vai ficar seco, quebradiço, elástico, etc..
O meu teste correu bem e então foi aplicado no meu cabelo uma tinta 6.66 junto com um intensificador de vermelho para trazer aquele tom vermelho forte. O certo é que o meu cabelo ficou vermelho, sim... mas não o vermelho que eu queria, que seria mais vivo. Mas o que eu esperava se não queria o cabelo descolorado? Então foi só ter paciência.
Quando precisei de retocar a raiz e refazer a pintura, voltei a aplicar o tom 6.66... mas, na última vez que fui, já em Agosto, subi para um 8.66 e consegui aproximar-me do tom desejado. Aliás, posso muito bem afrmar que é o tom que mais gosto e vou manter. Não sei se vermelho mais garrido iria ficar bem até porque ia "brigar" muito com a minha sobrancelha que, até entretanto, recuso-me a pintar pois eu gosto do contraste da sobrancelha escura com o cabelo. Além disso, eu não estou a tentar parecer ~ruiva natural~. Até porque ninguém nasce com cabelo vermelho puro. A minha intenção é dizer mesmo: pintei de vermelho e adoro!