Aura ou aurea

sexta-feira, maio 29, 2015

Há coisas que acontecem por a maior coincidência da vida. Ontem de noite escrevia um post sobre "As 10 coisas que adoro em mim" e referi que tem quem mencione que eu tenho uma aura boa. Ou aurea, ou sei lá. Sabem aquela luz de cor que - supostamente - espíritas defendem que cada um tem? 

Hoje, enquanto trabalhava no restaurante durante os almoços, acabei por conversar e não sei como surgiu o assunto ao certo, sobre espiritualismo, auras (aureas?) e energias que as pessoas transmitem aos outros com um cliente. A certo ponto, o cliente refere que é espírita e pergunta se eu quero saber a cor da minha aura. Confesso que fiquei um pouco amedrontada (é a minha reação típica a assuntos paranormais) mas, ao mesmo tempo, curiosa e então... sim, quis saber a cor da minha aura. 
"Amarela". 
O melhor amigo Google e que está sempre disponível para sanar as minhas dúvidas, disse-me que aura amarela significa:
Numa aura, esta cor é uma das primeiras e pode considerar-se das mais fáceis de ser detectada. O tom amarelo claro normalmente quando é visível à volta da cabeça junto à linha do cabelo é possível que indique optimismo. O amarelo significa a actividade mental. Pode indicar evolução, luz, sabedoria e intelecto. O amarelo é a capacidade e a clarividência, pode considerar-se como o despertar do ser para formas evoluídas de faculdades psíquicas e de uma elevada sensibilidade.
Finalmente, os diversos tons de amarelo, como se estivessem manchados, podem indicar uma excessiva actividade mental. Pode também ser indicador de um sentido crítico excessivo.Intelectualidade, análise, optimismo e procura do essencial.
Ora bem. Eu sou optimista, sim! Como disse no post anterior, eu tenho um "dom" de incentivar as pessoas, inspirar e fazer com que elas sejam confiantes em si mesmas... e olha, para isso é realmente preciso optimismo. Mas eu também sofro por antecipação e nem sempre com esse optimismo todo. Gostei da parte da evolução, luz, sabedoria e intelecto... e quanto ao "sentido crítico excessivo", TAU. Na mosca! Eu sou muito crítica e nem sempre a melhor companhia para os desabafos e dramas de vida das pessoas quando os motivos me parecem... crus. Mas fora isso eu juro que sou um amor de pessoa.

Como a minha amiga estava junto comigo, perguntei qual cor seria a aura dela. Esverdeada!
Enfim, este foi mais uma daquelas publicações meio sem sentido mas que me deu graça de compartilhar... é que eu gosto mesmo destas coisas do "além" embora tenha medo. E acredito nelas.

Qual a vossa opinião a respeito desta aura e de energias que as pessoas transmitem umas às outras?

10 coisas que adoro em mim

sexta-feira, maio 29, 2015

Vi este desafio no youtube da Tânia Morais - Be Something - e achei-o tão interessante, bonito e acima de tudo inspirador que decidi, por livre e espontânea vontade, responder. É uma tag/desafio em que o protagonista somos nós mesmos e nos faz pensar sobre aquilo que gostamos mais em nós e, nos relembra, do porquê de ao olhar um espelho nos sentirmos em paz connosco. À partida, este desafio é para ser feito em vídeo e de cara lavada - ou seja, sem maquilhagem - contudo vou fazer por escrito enquanto não me sinto corajosa para poder dar a cara ao tapa em frente a uma câmara. 

1 – As 3 características físicas que mais gosto em mim
Acho que já disse algumas vezes que eu me considero bonita - e deixo lá que soe ultra convencido - mas as 3 características físicas minhas que eu mais gosto são os meus olhos (e o olhar), o sinal no canto da minha boca e as minhas sobrancelhas.

2 – O que leva os outros a gostarem de mim
Quando li esta "pergunta", consegui pensar no inverso e o que leva as pessoas a não gostarem de mim. Porém, isso não é o propósito deste desafio, certo? 
Acho que eu tenho uma energia positiva contagiante e sou bastante alegre... Penso que isso, à partida, é o que faz alguém ficar perto de mim.

3 – Algo que tenho muito jeito para fazer
Acho que...
Tenho jeito para a cozinha, para a maquilhagem e para a escrita - até faço umas poesias de vez em quando, ok?

4 – O que me faz sorrir
Esta questão é tão abrangente...
O sol de manhã faz-me sorrir, caminhar descalça pela areia da praia, animais, o reconhecimento do meu trabalho, o riso da Andreia e do meu pai, o mimo e a manha da Camila, receber presentes, fazer compras, ver um bom filme, ler um bom livro, o cheiro dos livros... 

5 – O elogio que mais vezes me dão
Vou soar muito convencida mas... É muito raro não ouvir um "És tão bonita" e derivados todos os dias de pessoas aleatórias, principalmente no trabalho. Fora isso, dizem que sou simpática, elogiam a minha bondade e é referido várias vezes que eu tenho uma "aura boa" em mim.

6 – Algo único em mim
Esta não sei, definitivamente, responder. 
 
7 – Uma característica que me deixa orgulhosa de mim mesma
Eu gosto de como eu coloco os outros acima de mim. Embora isso não seja a melhor coisa de sempre, eu gosto de como eu estou mais para os outros do que para mim mesma... Gosto de ajudar, de agradar e de estar "sempre lá". Só chamar.

8 – O meu sonho/objetivo que mais me define
Eu sou bem assente na terra e não sou de muitos sonhos, de me perder neles e de fazer com que eles me definam. Será que não entendi esta questão?

9 – A marca positiva que deixo no mundo
Penso que tenho o dom de inspirar algumas pessoas e as incentivar a fazer coisas e acreditar nelas mesmas; serem confiantes em si.

10 – Para terminar, tira agora uma selfie com o teu melhor sorriso, e publica no insta/Facebook com a hashtag #10coisasqueadoroemmim
É de noite e não vou tirar uma selfie com um telemóvel de câmara frontal podre como o meu tem... mas vejam lá no instagram, deve ter alguma de sorriso nos lábios... e nos olhos. 

Desafio todos mas em especial a Ana Rita do Sem Tempo e o Nuno Mendes do Vivo na Hesitação - que está a começar mas é estupidamente viciante.

Não corresponder.

sábado, maio 16, 2015

Sei o quanto dói gostar de alguém e não ser correspondido. Mas é incomodativo estar do outro lado, também: ter alguém que gosta de mim, quer porque quer uma oportunidade e eu não estar "nem aí" e ter que ser brutalmente honesta com um "Não quero" ou "Desculpa, mas não estou interessada." Não me dói nada mas incomoda ter que ser responsável pela "dor" de alguém. Mas o que eu posso fazer? Vou mentir a mim mesma e deixar-me entrar numa história em que "não me aquece, nem me arrefece"? Mas é que... nunca. Sou adepta do sentir com o coração e se o meu diz "Não", assim prevalece. E peço desculpa por ser a causa de "infelicidade" de alguém mas eu acho que a "felicidade" vem de cada um e, deste modo, tiro o fardo das minhas costas. Segue em frente. A minha história não é contigo... é com quem o meu coração já escolheu ser e ama.

Cinema

Movie | Perdona si te llamo amor

terça-feira, maio 05, 2015

Ontem, sem nada para fazer de noite, assisti o filme "Perdona si te llamo amor". Quando li a sinopse, percebi desde logo que seria um filme que gostaria. Fala sobre o amor. O amor como ele é: verdadeiro e sem barreiras; sejam elas quais forem. A história é de um homem de 37 anos, Alex, que vive com a sua namorada, Elena, há 4 anos e, acomodado, pede-a em casamento convicto de que "encontrou o amor verdadeiro" nela. Mas eu - e todas e todos os românticos da vida - sabemos que o amor verdadeiro, a alma gémea, encontra-se só uma vez na vida e não existe o tempo certo para isso acontecer. Alex, depois de abandonado pela Elena que se assustou com o compromisso, viveu o drama de ficar só, ser deixado por quem amava... até conhecer Niki.
Mas a Niki é uma adolescente de 17 anos e os seus corações falam um com o outro. São 20 anos de diferença... mas e daí?

É isso que "Perdona si te llamo amor" nos demonstra. Uma história linda de um romance que nos faz reflectir sobre o que é o amor: por mais que não haja uma definição concreta para tal.

No ínicio e enquanto assistia, achei a Niki um bocado "despassarada" e atrevida demais... mas, tudo bem, ela tem 17 anos e o seu lado inconsequente fica explicado. A verdade é que aos poucos e mesmo que tenha sido "tão depressa" eu acabei por adorar a história dos dois e apaixonar-me pelo filme. 
O filme é baseado num romance de Federico Moccia "Scusa ma ti chiamo amore". Existe uma adaptação cinematográfica italiana mas eu acabei por ver a espanhola. Quem sabe eu não veja a versão italiana, também?

Recomendo muito. E a banda sonora também é qualquer coisa.

Beleza

Beauty | Preferidos de Abril

sexta-feira, maio 01, 2015

Tem imenso tempo que eu não faço uma publicação relacionada com cosméticos e beleza em geral, certo? Então venho mostrar-vos o que eu mais usei durante o mês de Abril.

MAC Studio Face and Body Foundation, foi amor à primeira aplicação e continua a sê-lo. Gosto muito dela, da textura, do cheiro, da cobertura leve a média e da sua aplicação fácil que descobri que fica ainda mais bonita com a Beauty Blender.

Milani Face Powder, é uma aquisição recente. Estava a "precisar" de um pó compacto e deu-me para testar e experimentar este da Milani. Tenho um lápis de olhos da marca e, como gostei, arrisquei no pó. So far so good. Ele deixa um aspecto leve no meu rosto, nem parece que estou a usar pó... no entanto, matifica e mantém a base intacta.

Maybelline The Falsies Mascara, uma pechincha por 4,75€ na Primor (Sendo que nos Pingo Doce e afins o preço ronda os 11€!) e estou a adorar. Eu adoro a They're Real da Benefit Cosmetics mas ela é muito difícil de ser retirada. Então optei por esta roxinha e apesar de ela não fazer tudo e mais alguma coisa que promete (E obviamente não dá efeito de pestanas falsas), ela é bem preta, fácil de aplicar e curva bem as pestanas.

The Balm Nude Tude, é uma das minhas paletas favoritas - só perde o topo para a Chocolate Bar da Too Faced - e, em Abril, decidi revisitá-la e dar-lhe o uso que merece. 

Quem Disse Berenice? Roxuva, é um batom lindo pelo qual ando altamente apaixonada desde Março - desde que o comprei na minha viagem ao Brasil. Como o nome indica, ele é um tom uva. Mate, dura horrores e o preço é amigo. 

Wet and Wild Cinnamon Spice, Cherry Bomb e Sugar Plum Fairy, são os meus batons do momento e não consigo expressar em palavras todos os elogios que eu lhes posso fazer. Mate, duram muito, cores lindas e super hiper mega baratos - 2,99€ na Maquillalia. O Cherry Bomb é um dupe perfeito do Diva da MAC e o Sugar Plum Fairy é dupe do Rebel da MAC, também. Por um preço tão baixo, não vale a pena arriscar?!

Estes foram os meus queridos de Abril que me vi a usar todos os dias. Compartilhamos algum favorito?

Este mês eu vou

sexta-feira, maio 01, 2015

Em Maio eu vou completar dois meses de reeducação alimentar onde espero fechar a conta com menos 13kg. Já lá vão 11! Quando a gente se desafia e encontra uma enorme força de vontade as coisas realmente acontecem... e a minha nova versão vai ser ainda melhor daquela que eu já sou. Por falar em "nova versão", já estou melhor da minha crise existencial do último post. Com certeza era um desequilíbrio hormonal que, graças, já passou. Já estou bem mais animada, principalmente para o dia de sábado onde vou pintar o meu cabelo e mudar o meu visual - que é para acompanhar em espírito toda a mudança que venho sofrendo. Maio é o mês, também, dos finalistas e eu sou uma - quer queira quer não, eu sou. Mas não vou participar das festividades de imposição de insígnias e missa de finalistas porque o meu trabalho não me permite. Mas quem sabe eu dê um pulo nos concertos do Enterro da Gata, embora o cartaz seja terrível? Abril foi um mês em que a minha carteira andou solta e o mês de Maio promete ser, então, contido. Não vou gastar dinheiro em nada a menos que precise muito... Combinado, srta. Catarina? As compras vão ficar resguardadas para os meses mais quentes de Verão. Por falar em Verão, quero sol para o mês de Maio. Já chega desses dias de chuva e frio semelhantes a um Novembro. E ah, já que estamos de mudanças... o blogue iniciou o mês de Maio com um novo visual que aos poucos estou a melhorar. Tudo na tentativa de me incentivar a parar por aqui mais vezes. Desejo-vos um Maio cheio de calor.