Dois mil e catorze

terça-feira, dezembro 30, 2014

Chegou a vez daquele post sobre o meu dois mil e catorze. Quando tento pensar, sequer, no que escrever falham-me as memórias mas, no geral, penso que foi um dos meus melhores anos. 
Dois mil e catorze começou com uma viagem super especial a Valladolid, Espanha que me trouxe momentos, lembranças e sensações novas e inesquecíveis... daquelas capazes de me fazer dizer que só esse momento foi o melhor do ano inteiro. Aliás, os três primeiros meses foram perfeitos e não tem como negar isso. Houveram coisas menos boas mas as boas eram aos tombos e eu nunca vou esquecer de todos os sorrisos, risos e gargalhadas que dei e a principal razão delas. Em Abril, celebrei os meus 24 anos. De forma bem simples e só quem me importa por perto. Fui ao teatro e concluí que gosto muito destes eventos culturais fora dos clichês. Fiz a minha primeira tatuagem. Maio comprei a minha Instax Mini 8 que era um dos meus desejos e, poder comprar as minhas coisas com o meu próprio dinheiro é uma das melhores sensações de sempre. Comprei também o meu telemóvel. Junho, Julho e Agosto mesmo com o meu trabalho e sem férias nesta época, tentei fazer do meu Verão o melhor que pude. Entraram pessoas na minha vida que não mereceram cá continuar e outras, falo da minha família que não mora em Portugal, deixaram saudades. Em Junho criei também o blogue depois de ter abandonado o anterior e, o Une Tulipe Jaune, é incrível e só me tem proporcionado boas experiências em fazer daqui o meu cantinho. A melhor sensação do Verão foi tomar banho de mar. Em Agosto fiz o pedido de reingresso à Universidade e fui aceita; voltando a estudar em Setembro depois de dois anos parada. Não saí muito durante a noite mas, quando saí, foi óptimo. Cinema sempre foi bom. Descobri novas séries em que viciei e revi antigas. Não passei vontade quando quis comprar algo de mim para mim que eu achei que merecia e, mesmo assim, consegui guardar dinheiro suficiente para comprar a minha viagem ao Brasil para o próximo ano. A volta à Universidade surpreendeu-me positivamente. A minha melhor amizade, depois de mais de 16 anos, continua forte. Em Outubro fiz a minha segunda tatuagem. A minha família neste fim de 2014 pareceu reacender a chama da união. Li mais do que esperava ler.

Foi um óptimo ano. Não vou nem sequer pensar e escrever sobre a parte má.

Thank you!

segunda-feira, dezembro 29, 2014


Obrigada pelos votos de melhoras. Realmente já me sinto bastante melhor, embora não a 100%. Ontem tive a oportunidade de descansar do trabalho durante a tarde e poder ficar só na cama, fez maravilhas. Espero que continue a melhorar!

Adoro sentir o vosso carinho e o vosso apoio. Hoje, foi o Jota do Brisa Passageira que me indicou como uma das sugestões de blogues de 2014, além do seu top 8 de blogues. É uma honra! Estas coisas realmente enchem-me o peito. 

Desejo a vocês uma semana feliz. A última segunda-feira do ano está quase, quase a terminar. Quão bom é isto?!

domingo, dezembro 28, 2014


Este ano, para acabar em beleza - só que não - trouxe-me uma virose ou sei lá o que tenho. Estou cansada de vomitar o almoço de ontem e de ter que ir a correr ao quarto de banho a cada 30 minutos. Além disso, estou com dor de garganta. Estou com 4 medicamentos que comprei na farmácia e estimo as minhas melhoras. Sobrevivo.

Se não melhorar, vou no médico.

Vou ver o mundo por cima das nuvens

sexta-feira, dezembro 26, 2014


Para quem me acompanha há algum tempo sabe que, de vez em quando, eu vou publicando uma espécie de "bucket list" ou, traduzindo, uma lista de desejos a concretizar antes de esticar a perna. Se vos é lembrado o número 6, dessa mesma lista, era uma viagem ao Rio de Janeiro para conhecer a cidade maravilhosa e poder desta vez guardar memórias sobre. Quando pequena eu estive no Rio de Janeiro mas, com menos de dois anos de idade, eu não me recordo de nada. Nem de quando queria jogar-me do Corcovado para a Lagoa Rodrigues de Freitas; episódio de que o meu pai tanto fala. 
Ora, em 2015, no início do ano - mais precisamente em Fevereiro - vou concretizar este meu sonho. E sabem qual a maior concretização nisso? É uma prenda de mim para mim. Não há nada como não depender de ninguém para concretizar os nossos desejos e estes serem fruto do nosso trabalho. Estou muito feliz por isso, estou super nervosa por fazer isto sozinha (viajar com desconhecidos, num avião, durante dez horas é muito desesperador para uma pessoa claustrofóbica) mas, acima de tudo, orgulhosa de mim. Se eu podia poupar o dinheiro para outra coisa, claro que podia! Mas é como dizem "viajar é a única coisa que tu compras que te torna mais rico" e eu espero que esse mês de 2015 dedicado ao Rio de Janeiro (e não só! Pretendo tirar o máximo partido desta viagem e conhecer um pouco mais do Brasil) me enriqueça de uma maneira indescritível.
A passagem está comprada, o seguro de viagem também. Faltam as malas. A vontade de poder usar os meus kimonos todos de novo em breve está a fervilhar. Sei lá, só chega logo Fevereiro.

Nunca desistam dos vossos sonhos e, se tiverem oportunidade de os realizar, façam-no. A vida são só dois dias, não é mesmo?

E sim, ainda falta um tempinho mas eu TIVE que partilhar isto com vocês. <3

Feliz Natal

terça-feira, dezembro 23, 2014


O Natal, para mim, nunca foi uma das grandes festividades. Eu não me lembro de Natais felizes e cheios de grandes recordações de que muita gente fala. Nunca se vestiram de Pai Natal para mim e raros anos foram abertos presentes à meia-noite. Ou eram dados antes ou depois. A família que é enorme e está espalhada pelo país e por outros países, nunca se uniu nesta época mas valeram-se as chamadas telefónicas. Então, desde que a minha mãe faleceu... esta festa tornou-se ainda mais triste. Este ano não vai ser diferente. Eu, o meu pai e o meu irmão em casa a ver qualquer filme que passa na TV e a comer batatas cozidas, com couve e bacalhau... para mim, pescada se faz favor que eu não gosto de bacalhau; espero ao menos que a lareira de casa seja acendida para sentir o calor desta. O bom deste Natal vai ser mesmo a confirmação  da resolução de uns problemas que eu tive durante os últimos meses na minha família e até fizeram com que eu me afastasse um pouco daqui. A relação com o meu irmão de há uns anos para cá estava, como quem diz, acabada e tinha também o facto de que há meses que ninguém se falava lá em casa. Tem dois dias que tudo mudou e tirou um peso enorme do meu coração. Foram precisos choros, abraços e muita conversa mas espero que aquela união familiar que eu senti esteja de volta e se consagre neste Natal. Esse vai ser o meu maior presente. Esse e uma mala de viagem e o porquê revelo depois. 

Do mais, espero que vocês tenham um Santo e Feliz Natal e muito melhor do que o meu. Que recebam muitos presentes, abraços, beijos e o calor de uma família unida. O ano passado eu chorei quando um cliente do restaurante, sozinho, falou "O Natal é muito triste para quem está sozinho" e... nunca ouvi uma coisa que me tocasse tanto nesta época. Não existe nada como ter uma família unida, amigos verdadeiros e, principalmente, a companhia de quem gostamos e sentimos que gosta de nós. É este o meu desejo para mim e o meu desejo para vocês. 

Até breve!

domingo, dezembro 21, 2014


Hoje senti-me leve. Finalmente. 

sexta-feira, dezembro 19, 2014


Okay. A prova de Direito Internacional correu mal e porcamente então, muito provavelmente, tentarei passar por recurso em Fevereiro. Hoje tenho teste de Economia da Política Internacional e, a menos, que me dê uma branca... estou bastante confiante. Quem diria que eu iria com a cara da Economia, afinal? Peço desculpa pela ausência de notícias nesses dias mas andei a ocupar o tempo com resumos e estudo e algumas compras de Natal; que não vão ser muitas. Espero que esteja tudo bem com vocês, tenham uma boa sexta e também um fantástico fim de semana.

Quem já comeu chocolates de Natal por esses dias? Eu sou culpada.

segunda-feira, dezembro 15, 2014


Preciso de foco para estudar e perceber a matéria até quinta-feira. E até sexta. Tenho duas provas que são cruciais para eu passar sem precisar de ir à época de recurso. Mas está meio difícil de me concentrar para isso. Vou ver se começo hoje de noite, nem que seja por uma hora. A senhora da concentração que me ilumine, se faz favor.

Sorteio de Natal - Resultado

segunda-feira, dezembro 15, 2014

Como foi dito no post anterior, iria anunciar a vencedora do sorteio do Une Tulipe Jaune hoje para dar tempo de entrar em contacto e enviar os prémios antes do Natal. 

Sobre o processo de selecção tenho a dizer que fui obrigada a apagar algumas participações pois não cumpriam as regras todas ou estas, devidamente. Teve meninas que se inscreveram vezes a mais e outras que decidiram participar sem seguir o blogue (pelo menos publicamente e que eu visse); e eu penso que as regras eram claras sendo que ainda dava a oportunidade de virem conversar comigo caso tivessem alguma dúvida.

Sendo assim, contabilizei 67 participações válidas em vez das 73 que existiam. 

domingo, dezembro 14, 2014


Hoje é o último dia para participarem do sorteio de Natal.
A partir das 23h59, encerro e amanhã anuncio a/o vencedor/a.

Beleza

Beauty | Toalhitas exfoliantes Ps. Love your skin

sexta-feira, dezembro 12, 2014


Por 1,50€ cada pacote destas toalhitas, fiquei bastante surpreendida. Elas apresentam-se com uma textura rugosa de microfibras e são gentis no rosto. No início parece estranho exfoliar o rosto com toalhitas mas, para quem às vezes sente preguiça de exfoliar o rosto de modo mais apropriado, estas toalhitas são uma mais valia, facilitando a rotina nocturna de retirada de maquilhagem e limpeza do rosto.
Obviamente não devemos descurar de uma exfoliação com um produto para o efeito, contudo antes estas toalhitas do que nada, não é mesmo?
São da Primark e têm um perfume a pepino.

quarta-feira, dezembro 10, 2014


Quartas são o "meio" da semana, para mim, embora isto não faça qualquer sentido e tampouco sirva de algo porque, mesmo que dê para ver a linda da sexta-feira no horizonte, o fim de semana é sempre dia de trabalho. Este ano o espírito natalício que eu sinto é equivalente a 0 e estou à espera que um milagre aconteça e eu decida ouvir a playlist de Natal que é só quase a melhor parte desta época além das luzes e dos doces. Este ano passou a voar. Hoje fui gastar dinheiro que não deveria estar a gastar pois quero concretizar um desejo já no início de 2015 mas, tudo bem, depois de outro dia ter estragado 2 peças de roupa favoritas com o desbotar de uma outra, senti-me na obrigação de renovar o armário. Hoje fui surpreendida com a coscuvilhice de certas pessoas; mas interessa-vos a vida dos outros por alma de quem? As minhas cólicas estão a matar-me. Nhe... quartas.

terça-feira, dezembro 09, 2014


Não tinha pain au chocolat mas tinha uma caixa de bombons de chocolate belga, na prateleira do supermercado, para eu comprar. Sorry not sorry.

terça-feira, dezembro 09, 2014


Fiz uma encomenda na Black Friday do passado mês e até agora ainda não chegou sendo que eu paguei um serviço de expedição mais caro para ela chegar entre 3 a 5 dias úteis após ser enviada. Ok. Fui verificar o tracking number e, aparentemente, ela está parada na Maia numa transportadora com o aviso de "morada incorrecta" pois o GPS não encontrou. Tive que mandar um e-mail a reclamar. Mas ora essa! Faço encomendas há séculos para a morada que nunca deu problemas e vêm estes agora dizer que ela estava incorrecta? Até parece que eu não verifico tudo que coloco ao proceder a uma encomenda online, principalmente moradas se quero receber as coisas... Arre! É só para me fazer perder a paciência mesmo - que já é pouca.

segunda-feira, dezembro 08, 2014


Segundo dizem, eu nasci puxada por uma ventosa. De alguma forma, esse evento deve ter deformado a minha cabeça porque gorros, boinas, touquinhas beanie e todas as coisas fofas do tempo frio que podem ser colocadas na cabeça... não parecem assentar no meu crânio. O que é uma pena. O que é terrível porque eu desejava um gorro fofinho e quentinho que este frio está insuportável.

A Carolina deu-me um presente de Natal

segunda-feira, dezembro 08, 2014

O meu domingo foi cansativo. Acordei às 6h20 para ir com o meu pai para o restaurante e, obviamente, aproveitei o sofá numa das salas reservadas ao pessoal mais as minhas mantas e cobertores para dormir mais antes de chegar o meu horário de trabalho: a hora de almoço. Se vocês estiverem a perguntar-se porque raios acordei assim tão cedo é pela razão de não conseguir estar sozinha em casa com certas e determinadas pessoas sem sentir terror. E caso estejam a imaginar a situação, saibam que é devido a isso que eu tenho andado meio mal e ausente daqui pois não vos quero influenciar com negatividade. Mas tudo vai melhorar, não é mesmo? E um dia, em outro post, eu conto melhor esta história.

Sem desvirtuar-me do motivo desta publicação, continuo a referir que, então, o meu domingo passou sem qualquer motivo de me fazer alegre nem causar aquele aperto e aquecimento no meu coração, até chegar em casa, fazer a higiene pessoal, dar uns mimos no velhote e então vir enfiar-me na cama para ver Friends que, sem dúvida, arranca-me sempre uns sorrisos. Em vez de procurar a série, vim ao Blogger a ver se haviam novidades dado que publicara um post durante a tarde. E haviam!
Estava a ler o meu feed quando me deparei com o nome do meu blogue numa publicação da Carolina do blogue Lucky 13. Quase morri! Exagero, claro... mas aquele aperto no coração que eu senti falta durante o dia veio e, com ele, o aquecer no peito enquanto lia o post da Carolina. Olhem, nem soube/sei o que dizer... Mas sei o que sinto. É muito gratificante ver este retorno carinhoso de quem nos lê. Mais do que ver, sentir. Muito mesmo. A Carolina deu-me um presente de Natal adiantado. 

Como ela, espero que o meu blogue vá crescendo e mantendo a sua simplicidade e diversidade e que continue a ser um espelho do meu eu com os meus posts sobre nada, sobre maquilhagem, sobre música, sobre alguma coisa. 

Muito obrigada, Carolina.
Hoje durmo mais quentinha.

domingo, dezembro 07, 2014


Gosto de acreditar que no final, tudo vai dar certo. Tudo vai ser recompensado e ainda vou dar uma grande gargalhada de tudo bem longe daqui. Religiosidades à parte, se Deus não é grande - como falam que é - ao menos que uma força qualquer seja. Gosto de acreditar que todo o bem feito um dia volta em retorno e, do mesmo modo, o mal que é feito que volte de onde vem: até em dobro seria merecido.

Música

Paloma Faith

terça-feira, dezembro 02, 2014

 

Há uns dias, conheci Paloma Faith depois de uma partilha no facebook pela parte de um contacto que tenho adicionado. Admito que, ao início, o que me chamou a atenção foi o nome da música. Eu, romântica e absolutamente caída pelas histórias do amor cru, intenso, dorido... tive que escutar. E apaixonei-me. Mesmo com o autotune em algumas partes que - no meu ver - desnecessário, dei por mim a ouvir várias músicas desta senhora e a achar um máximo o estilo dela, tanto como se veste, como se expressa, como canta.

Bucket list #9

quarta-feira, novembro 26, 2014


Publicar um livro que eu escreva.

segunda-feira, novembro 24, 2014

O meu humor reflecte-se pela paciência que eu tenho para me ajeitar. Sabem? Quando eu acordo bem, estou bem na vida, sinto-me feliz, eu gosto de me vestir bem, escolher a minha maquilhagem, brincar com os pincéis, deixar o cabelo bonito, colocar um batom ora vibrante ora escuro. Borrifar o meu perfume favorito. Quando estou triste, abatida, sinto-me insegura e com a sensação de que nada corre bem... a minha cara é limpa, o meu cabelo desarrumado e a roupa uma qualquer pois não tenho paciência nem para mim e me fazer sentir (ainda mais) bonita.

Tenho andado esses dias de cara limpa.
Hoje comecei por fazer uma pele leve e colocar uma máscara de pestanas e um batom Labello com um fundo rosa...

As coisas vão melhorar.
Esses problemas todos vão desaparecer. Se não for amanhã, que seja num mês.

quinta-feira, novembro 20, 2014


Quando eu era pequena, costumava passar uns dias na casa dos meus avós paternos na aldeia. Ou na casa dos meus tios, na mesma aldeia, na altura do Verão. Sair de casa com os meus primos e ir apanhar amoras ou framboesas por entre o mato era de uma diversão incrível. Comíamos sem lavar, sem assoprar, sem químicos: silvestres. Ainda lembro do sabor meio azedo delas enquanto sentia o sumo se espalhar pela minha boca. Acho que na altura ainda usava vestidos floridos e o cabelo preso em tranças.

Acho que não como framboesas desde aí.

terça-feira, novembro 18, 2014

Recebi uma notícia maravilhosa que, se acontecer e eu espero, anseio, desejo muito por isso, vai fazer um bem danado não só para mim e para o meu futuro mas principalmente para o meu querido pai. Quero boas vibrações. Tem que dar certo! Por favor, por favor, por favor!

A felicidade está na simplicidade das coisas

segunda-feira, novembro 17, 2014

Flores, perfumes, velas, chá, música, cantar dos passarinhos, sobrancelhas bem feitas, cabelos escuros, bochechas, olhos que sorriem junto com a boca, lábios escuros, batom vermelho, paletas de sombras, livros novos, acabar de ler um livro, cheiro de livro novo, cheiro de livro velho, páginas novas, páginas amareladas, um prego no prato, posta à transmontana, batata frita, atum, batata a murro, ovo cozido, ovo estrelado, pizza carbonara, esparguete à bolonhesa, banho quente, cremes, loções, cabelo longo, cheiro de banho tomado, chocolate, ice tea de pêssego, conversas longas, youtube, blogger, fotografia, instax, cantar, abraçar, ser abraçada, elogios, gatos, animais, mãos, veias saltadas, calças jeans, instagram, tardes de folga, almoços cheios, convívios familiares, músicas de piano, vozes roucas e quentes, a risada dela, o cheiro do perfume dela, a voz dela, beijos, amassos, filmes, camisolas quentinhas, kimonos, dinheiro, lençóis, bolsas, água, o cheiro da gasolina, grelos salteados com alho, mar, rio, sol, chuva, festas, tomar vodka, whisky, tequila, roupa nova, decoração, cinema, passear, dormir até tarde, livrarias, saldos, beijo na testa, beijo na mão, dar as mãos, encostar no ombro, olhares, sorrisos, a risada da minha melhor amiga, reencontrar pessoas, conhecer gente nova, livrar-se de quem não faz falta, competir, vencer, receitas, bolos de massa folhada, gargalhar, rir até chorar, óculos, meias, enfiar a mão na farinha, o lado frio da almofada, mantas, fogueira, ir no mercado com o meu pai, viajar de carro, dar presentes, receber presentes, natal, memórias boas, brisas frescas no rosto, o eco...

... and it goes on.

Na mesa de cabeceira...

domingo, novembro 16, 2014


Estou a acumular livros por ler. 
"A mulher mais bonita da cidade" de Charles Bukowski.
"A insustentável leveza do ser" de Milan Kundera.
"Uma inquietante simetria" de Audrey Niffenegger.
"Os olhos amarelos dos crocodilos" de Katherine Pancol.

Vou tentar não comprar mais nenhum até terminar estes... 
Vou tentar!

A blogosfera tem destas coisas

sexta-feira, novembro 14, 2014

Iniciei o meu caminho nesta aventura da blogosfera quando comecei a interessar-me por maquilhagem - faz cerca de quatro anos - e então procurava reviews de produtos e tutoriais de maquilhagem pelos velhos amigos Google e Youtube. Quando dei por mim também queria o meu espaço para partilhar coisas que me interessavam e, também, para poder escrever. Quando adolescente tinha diários - horríveis, por sinal, sinto muita vergonha quando os leio - em adulta, tenho um blogue e já tive outros. 

Enfim, isto para dizer que algumas pessoas foram involuntariamente entrando na minha vida quer fosse através dos seus blogues ou dos seus canais do youtube. Uma dessas pessoas foi a Vanessa. Como já tive oportunidade de lhe poder dizer pessoalmente, sou do tempo em que ela fazia tutoriais azuis e roxos nos seus videos e eu não sei quanto tempo isso tem, mas tem muitos anos. Não mantínhamos uma relação próxima mas, um desses dias, fiquei muito feliz quando ela mandou-me uma mensagem no facebook a informar-me que viria a Braga e queria muito dar-me um beijinho. Óbvio que eu aceitaria o beijinho dela.

quinta-feira, novembro 13, 2014


Gosto de pessoas presentes.

Já estão a participar do sorteio de Natal?

Sorteio de Natal - até 14 de Dezembro

quarta-feira, novembro 12, 2014

Natal é tempo de paz, família, amor e alegria. Mas também é tempo para presentear quem mais gostamos ou quem faz dos nossos dias, melhores. O Une Tulipe Jaune completa seis meses de existência em Dezembro e, aproveitando o Natal, quero sortear entre as minhas leitoras e leitores uns miminhos que comprei com muito carinho porque, sem qualquer dúvida, vocês que me lêem e comentam as minhas publicações têm um espacinho na minha vida.

De forma a ser o mais justa possível, tenho 3 meninas a quem vou conferir 5 entradas para o sorteio por serem as que mais estão presentes no meu blogue que, embora não seja desde os seus primórdios, desde que me seguem por cá estão sempre presentes: A Ana Rita, a Vee e a Ace.

Aos restantes seguidores estão conferidas 3 entradas para o sorteio, sendo que aos novos que - talvez - seguirão o blogue por causa do sorteio, terão 1 entrada.

Para participar é preciso:
- Seguir o meu blogue publicamente
- Deixar um comentário neste post que vos dará a entrada para o sorteio. O comentário deverá indicar que está a participar e o seu e-mail para um contacto futuro. Relembro que as melhores leitoras, referidas acima, podem deixar 5 comentários, os restantes seguidores 3 e os novos seguidores depois deste post, 1 comentário.

Não sendo obrigatório, a quem partilhar o sorteio em qualquer rede social, pode comentar o post mais uma vez; indicando o link de partilha.

Boa sorte e espero que, acima de tudo, participem.
Opps... E os prémios?

Diário para as crises existenciais

quarta-feira, novembro 12, 2014


Coincidências à parte, se eu me atirar ao rio também te atiras? Just asking.
Pode parecer mania da perseguição mas estou cansada de sentir que tenho uma copycat atrás. Credo. É cá uma falta do que fazer da vida... 

Querida Maria, como resolvo isto?

terça-feira, novembro 11, 2014

Faleceu um senhor que era cliente habitual aqui do restaurante e, além disso, um amigo de família. Ele já era doente de Parkinson e depois de uma pneumonia o atacar não durou mais de um mês. Tenho que ir prestar condolências à família mas nunca sei o que realmente lhes dizer e sei, claro, que nada do que eu diga possa trazer conforto neste momento. Quase parece inútil, contudo eu comprei uma palma de flores para colocar sobre o caixão e escrevi o nome da família no cartão junto com um "Descanse em paz". Não se pode desejar nada mais que isso.

São Martinho

terça-feira, novembro 11, 2014

Este dia 11 de Novembro, celebra-se o São Martinho. Esta data traz-me uma nostalgia daquelas pesadas. Quando pequena, levava um saquinho de castanhas para o colégio e para a escola para se celebrar o Magusto. De fogueira acesa as castanhas eram assadas e nós, crianças que éramos, corríamos e saltávamos a fogueira enquanto cantávamos e, entre os grupinhos, contava-se a história de São Martinho e o porquê do Verão de São Martinho. É incrível mas, neste dia, tem sempre uma hora para os raios de sol despontarem.


No final do dia sobravam as roupas sujas de carvão assim como as caras e as mãos e um estômago estufado de tanta castanha comida. Actualmente eu não ando mais a saltar fogueiras mas gosto muito de comer castanhas neste dia e é uma das melhores coisas que só o Outono traz. Bom São Martinho!

Música

Playlist freezy days

segunda-feira, novembro 10, 2014

No meu antigo blogue, criar playlists era recorrente. Hoje, com esta chuva a bater na vidraça e com esse frio que se faz sentir, inspirei-me em criar uma e decidi compartilhar com vocês. Uma caneca de chá, enrolada numa mantinha quente, fechar os olhos e desfrutar desse momento.

De olhos fechados by Catarina on Grooveshark

Espero que gostem. ❤

Estou a mudar o blogue

segunda-feira, novembro 10, 2014

Olá! Se passaram por cá já repararam que o layout do blogue está diferente. Estou em mudanças e ainda não sei se vai ficar como eu gostaria que ficasse - mais limpo, mais fácil de ler e de ser pesquisado. Qualquer coisa volto para o design anterior; eu é que sou como as fases da lua e volta e meia dá-me uma coisinha e decido mudar tudo e mais alguma coisa. Então não se assustem se pelos próximos dias isto estiver meio estranho por aqui...

Aproveito esta publicação para vos desejar uma excelente semana. Eu cá espero que não chova muito.

sábado, novembro 08, 2014

Por hoje eu queria que fosse assim: eu, na minha cama, a ouvir a chuva lá fora, a ler um dos livros novos que tenho por ler, a ver um filme... mas a minha realidade é estar a trabalhar. Vou compensar de noite. Bom fim de semana!

Beleza

Review | Revlon Uniq One

sexta-feira, novembro 07, 2014

Depois de ler e ouvir maravilhas deste produto de cabelo, eu também tive que o experimentar. O meu cabelo tem tendência a espigar as pontas muito facilmente e depois das madeixas que fiz em Agosto e Setembro, precisei de aumentar os cuidados que tenho com ele. Eu não tenho muita paciência para hidratações semanais, então leave-ins são os meus melhores amigos.

A minha experiência com o Uniq One tem sido muito positiva. Gosto bastante ora da textura ora do cheiro mas ele prima mesmo é pela hidratação que proporciona ao meu cabelo e sem o deixar pesado - ora isto é possível usando pouca quantidade, se exagerar os meus fios finos ficam com aquele aspecto de "cabelo duro".

O Uniq One promete 10 coisas.
1. Repara o cabelo seco e estragado: Concordo. Aquela sensação de pontas ásperas desapareceu.
2. Brilho e controlo do frizz: Quanto a este ponto tenho uma opinião dividida. Acho que sim mas se o tempo humedecer um pouco o meu cabelo vira uma vassoura na mesma.
3. Protecção térmica: Não costumo usar secador nem alisador, então não posso comprovar.
4. Deixa o cabelo mais sedoso ao toque: Comprovado. O meu cabelo ficou bem mais macio.
5. Protecção da cor/Protecção UV: Não senti diferença quanto ao desbotar da cor das minhas madeixas e também não sei quanto aos raios UV.
6. Facilidade em esticar e secar o cabelo: Como não costumo usar os dois aparelhos, não posso dizer. Mas creio que sim já que ele desembaraça muito bem o cabelo.
7. Desembaraça os fios: SIM. Posso lavar o cabelo com o shampoo mais anti-resíduos de sempre que o Uniq One faz com que o pentear seja prazeroso.
8. Confere duração ao penteado: A testar quando fizer um penteado diferente...?
9. Protege o cabelo de espigar: Concordo. Estou muito satisfeita nesse quesito. É raro ver uma ponta dupla no meu cabelo.
10. Dá "corpo" ao cabelo: Sim, ao toque parece conferir uma extra densidade.

Resumindo este é um produto que indico a quem sofra de pontas espigadas e tenha dificuldades em pentear os cabelos. Indico também para os cabelos mais danificados. A embalagem tem 150ml e custou-me cerca de 12€. Pode ser encontrado em lojas de cabeleireiro físicas ou online.
Se voltaria a comprar? Sim senhora!

quinta-feira, novembro 06, 2014

É oficial: hoje vou dormir com botija de água quente na cama. Este frio não me deixa aquecer os pés e eu só me sinto ora confortável ora só consigo dormir se os meus pés estiverem quentinhos.

Amor | Traições

quarta-feira, novembro 05, 2014

Não sei por qual razão um casal assume um compromisso seja um namoro e, num nível muito superior, um casamento se é para trair o/a parceiro/a. É que para mim não faz qualquer sentido. Se é para trair, simplesmente não assume um compromisso, um relacionamento sério. Abre-se o jogo e pronto. Como se diz por aí, trair não é um erro... é uma escolha. Temos cabecinha para saber o que estamos a fazer. O que falta muitas das vezes é saber que "quando num relacionamento, tudo aquilo que fazemos não afecta só uma das partes, mas as duas", falta saber que o "nós" prevalece sobre o "eu" e o "tu". 

Sei de uma pessoa que trai o marido e, sabendo disso, fico louca de vontade de fazer justiça e contar logo tudo para o marido dela. Mas que direito tenho eu? Eu não tenho nada a ver com a vida de cada um deles nem com a vida do casal... mas quase me vomito toda quando a oiço a chamar-lhe de "amor" sendo que na mesma tarde andou a abrir as pernas para sei lá eu quem. É justo isso? Só está com ele para manter a aparência de casada?

Nunca traí nem imagino que venha a trair alguém a quem eu diga, de coração aberto, "Eu amo-te". É impensável. Não é possível amar alguém e machucar tanto assim o coração deste. Simplesmente não é. E espero nunca ouvir de alguém a quem me entrego e penso que se entrega a mim, as palavras "Eu amo-te" e vir a saber e a sentir que esse amor se revela num acto de traição. É preciso muita cautela para entregar o nosso coração a alguém.

terça-feira, novembro 04, 2014


Parece que aqueles dias de calor e sol vão ser bem compensados por esse frio e essa chuva que já se faz sentir por cá. E eu não gosto nada. Eu odeio frio. Eu não fui feita para viver no frio. Embora me sinta menos preocupada - já que dias de Verão em Novembro iriam ser alarmantes - queria que o clima estive um pouquinho mais quente.

Halloween

domingo, novembro 02, 2014

Sim, já tem dois dias mas como prometido vim aqui mostrar a minha fantasia deste ano. Como já disse antes, eu adoro poder fantasiar-me e melhor ainda se estiver no espírito de interpretar os personagens e o Halloween assim como o Carnaval são as melhores épocas para fazer isso, sem culpa. Ontem decidi ser o Billy, The Puppet da saga de SAW; é claro numa versão mais feminina e não tão gore
Não correu da melhor maneira. Eu tinha comprado tinta facial branca para poder mascarar a face inteira, mas não consegui uma cobertura que me satisfizesse então tive que usar uma base mais clara. De resto foi só brincar com batom vermelho, eyeliner em gel preto e algumas sombras de olhos. Bom, aos trancos e barrancos o resultado final foi este. O laço foi feito por mim e a roupa é retirada do meu closet. Uma blusinha branca, um blazer preto, leggins pretas e uns sapatos. E estava pronta.

sábado, novembro 01, 2014


O mês de Outubro foi melancólico. Espero que o novo mês seja mais simpático comigo. Vai começar com uma festa para celebrar, em atraso o Halloween - que é uma festividade que eu gosto muito porque posso fantasiar-me e é por isso que também amo o Carnaval - e as papas de sarrabulho (eu amo papas de sarrabulho!) no restaurante estão a ser preparadas para domingo serem degustadas. Bom, está a começar bem este mês... espero que não me desilude!

PS: Depois mostro a minha fantasia este ano do Halloween.

Beleza

Review | Too Faced Chocolate Bar Eyeshadow palette

quinta-feira, outubro 30, 2014

Se existiu uma paleta que desde que saiu roubou o meu coração, foi esta. Nem Naked's, nem The Vice's da Urban Decay chegaram aos pés da vontade e desejo que eu tinha em obter a Chocolate Bar. Contudo, a procura não foi fácil e depois de muito me convencer que não me importava de pagar mais caro, lá tive que a encomendar online. (*)


Encomendei-a pela loja online portuguesa Glamourosa e custou-me 51,22€. Não podia estar mais satisfeita com esta preciosidade e correspondeu a todas as minhas expectativas: as sombras são muito pigmentadas, não são farelentas, as cores são lindas e duram bastante mesmo sem primer (que ainda é uma coisa que eu dispenso na minha maquilhagem dos olhos). A paleta tem cheiro de chocolate e embora isto seja um factor nada importante, é uma delícia abrir a paleta de manhã para me maquilhar e ser brindada com o perfume de um leve cacau. Aliás, estas sombras são infundidas com cacau o que as tornam um anti-oxidante. Além de nos deixar belas ainda cuida da pele dos nossos olhos: é, ou não, uma maravilha? Outros pontos positivos é a divisão entre tons quentes e frios de cores e o facto de possuir tanto sombras mate, como com glitter e como com brilho. É de uma versatilidade imensa e eu duvido que seja possível deixá-la de canto.


Se eu recomendo esta paleta? Recomendo e farto-me de recomendar, principalmente para as amantes de sombras neutras como eu sou. Obviamente eu não precisava de mais paletas neutras mas fiz desta compra a paleta que vou mais usar e tirar partido como já o tenho feito. Desde que a recebi há coisa de quase 15 dias que a tenho usado todos os dias e sem repetir qualquer maquilhagem: a combinação de sombras é desmedida e proporciona looks para o dia como mais arrojados para a noite. 

Primeira maquilhagem que fiz usando a Chocolate Bar e com o toque de cor da sombra mais roxinha que, saindo da minha zona de conforto, fez com que eu adorasse
Melhor paleta de sempre? Para mim, sim. É a minha preferida acima de todas e eu não podia estar mais contente com ela no meu cantinho e na minha singela colecção.  A Too Faced é uma marca que está a crescer muito em mim. Em breve vou receber um set de Melted Lipsticks deles que depois resenho e, para quem não se lembra mais, já fiz anteriormente uma review de uma paleta deles que usei durante o Verão: À la mode eyes.
Espero que esteja tudo bem com vocês!

Post Scriptum: Estou sem header no blogue porque cansei da que antes estava. Alguma alma caridosa quer fazer-me uma? Se possível com a imagem de uma tulipa amarela porque é o nome do blogue. 

(*) Esta paleta vai invadir as Sephora portuguesas com toda a força durante estes últimos meses do ano. Aproveitem!

segunda-feira, outubro 27, 2014


Oh noes!  Está oficialmente aberta a semana da desgraça e eu estou oficialmente em modo de estudo e de esforço. Amanhã durante o final da tarde tenho o meu primeiro teste, de Economia Política Internacional e na quinta de manhã - o que piora tudo porque eu penso funcionar melhor de tarde - o de Direito Internacional Público. Estou nervosa. Para economia penso sentir-me preparada: estive atenta em aulas, tirei apontamentos, fui lendo em casa e já estudei um pouco. Sei bem os conceitos, sei diferenciar as teorias aprendidas uma das outras e acho (!) que as sei aplicar... mas o medo de falhar quase me mata. Quanto a direito, comecei a ler umas coisas mas não estou nem sequer perto de me sentir confortável para encarar uma prova. Socorro. Já pode ser sexta-feira de novo?

Uma coisa é certa, se não correr bem posso afundar as mágoas nos doces do Halloween.

segunda-feira, outubro 27, 2014


O problema é mesmo esse: eu não fui talhada para viver a vida como se não me importasse com nada. Eu sou aquele tipo de pessoa que sofre imenso por antecipação, que leva a peito tudo o que me falam e que se importa com cada ínfimo detalhe seja lá a que respeito diga. Eu importo-me com o ontem, com o hoje e com o amanhã. Importo-me, especialmente, com quem não merece. Vivo preocupada com tudo e todos e sinto que me descuido, a mim, nessa preocupação. Precisava de mudar isso mas é como se eu, já geneticamente, não fosse feita para isso. Como faço? Tem o detalhe de também ser amedrontada para fazer isso, para deixar de me preocupar. Como lido?

As revistas em vez de dúvidas de sexo deveriam possuir um "diário para as questões existenciais".

sábado, outubro 25, 2014


O mais caricato deste Outono sou eu, a pisar as folhas secas caídas das árvores enquanto uso um par de sandálias. Pior só mesmo quando estou de havaianas.
Para a semana - dizem os meteorologistas - vem chuva com temperaturas de 27 graus. Saudades do clima temperado marítimo. Além do novo acordo ortográfico em que passamos a escrever mais brasileiro do que português de Portugal, também estamos a imitar o clima tropical?  Talvez o culpado não seja São Pedro mas Dom Pedro. Got it?

sexta-feira, outubro 24, 2014


Às vezes, na vida, é preciso descer um degrau para conseguir subir os próximos dois. Gosto de pensar assim; que a vida é uma escada pronta a subir mas todos os degraus que por vezes temos que descer são compensados com uma nova subida e uma conquista de novos degraus. Ficam as lições, ficam as experiências... essas que nos ensinam a caminhar mais e mais cautelosamente.

sexta-feira, outubro 24, 2014


Quando penso no ensino básico do 5º ao 9º ano, lembro-me que 5 professores marcaram-me. Uns pela simpatia, outros porque me cativaram para a matéria, outros porque eram simplesmente os melhores professores, outros pelos quais chocavam comigo e tínhamos uma relação de amor-ódio.
Já se passaram praticamente 10 anos desde que fiz o 9º ano (Socorro, estou mesmo velha...) e hoje, numa noite no restaurante em que só esperava stresses porque os estudantes das universidades e politécnicos do Porto estavam por Braga numa actividade da praxe e tinham lá jantar marcado, chegou uma mesa de três pessoas para jantar. A roupa preta e o cabelo chamaram-me logo a atenção e quando me aproximei da mesa, dei por mim a falar "Eu conheço a senhora. Não sei se tenho certeza mas eu conheço-a" enquanto tirava os pedidos do que iriam jantar.
- Ai sim? De onde me conhece?
- Você ainda é professora de Fisico-Química?
- Sou.
- Foi minha professora. Em 2003, 2004 e 2005.
- Ah!
E seguiu-se uma conversa risonha que me deixou muito contente. Obviamente ela não se lembrava de mim. Simpatizamos. Antes tínhamos uma relação de amor-ódio e aquela professora marcou-me por isso. Ah! Mas foi graças a ela que eu tenho alguns conhecimentos (ainda nos dias de hoje) de física e química pois quando passei para o secundário, enveredei pelas letras. No final do jantar veio dizer-me que ficou muito contente por a ter reconhecido depois daqueles anos todos. Sei lá, encheu-me o peito deixar alguém contente.

Bucket list #8

quarta-feira, outubro 22, 2014


Receber um ramo cheio da minha flor preferida, na minha cor preferida, sem nenhum motivo, só porque sim. Só porque me quis ver sorrir.

quarta-feira, outubro 22, 2014

"Nobody is ever too busy. If they care, they'll make time for you"

Para mim "Estou ocupado" é uma desculpa esfarrapada. Seja na amizade, seja no amor. Quando se gosta, quando se importa, faz-se tempo. As horas para quem se ama não têm 60 minutos, têm os necessários; até se inventam minutos. Cria-se tempo, momentos. Dá-se. Recebe-se.

terça-feira, outubro 21, 2014


Por isso que eu uso batom escuro e roxo mesmo tendo quem me diga "Pareces uma bruxa" e ache que não me fique bem; só por exemplo. Eu sinto-me bem, eu sinto-me gira.

Desafio | Perceber quem queres conhecer

segunda-feira, outubro 20, 2014

A Ana Rita dos blogues "Sem Tempo" e "70kg de bolinhos" disse que gostaria de me conhecer através deste desafio "Perceber quem queres conhecer".

Como nomeada, vim fazer a minha parte do desafio. As regras são simples:
1. Dizer 4 pessoas que gostaria de conhecer
2. Dizer o porquê de querer conhecer estas pessoas
3. Ir nos blogues dessas pessoas e avisá-las de que as nomeei para o desafio

Ora bem, para começo de conversa a Ana Rita é uma das pessoas que mais gostaria de conhecer do mundo dos blogues. Ela parece ser uma querida e identifico-me muito com ela em algumas coisas. Mas... Acho que preciso nomear outras quatro, não é?

Gostaria muito de conhecer a Ace do blogue "Cubo de Rubik". Identifico-me bastante com ela, adoro o blogue dela, ela parece ser aquele tipo de pessoa frontal que diz o que pensa e como pensa na hora e eu aprecio muito isso.

A Carolina do blogue "Lucky Thirteen" parece ser alguém muito interessante de conversar sobre o que quer que seja, como dá para ver pelo blogue dela onde tem sempre algo a dizer desde as polémicas do mundo actual até aos desejos do que quer vestir para a próxima estação. E ela é de Braga, minha conterrânea! 

A Mafalda do blogue "Malmequer" porque ela parece ser uma perfeita companheira de viagens e saídas com as sugestões do que fazer e quais espaços a visitar em qualquer lugar.

E a AVMademoiselle do blogue de mesmo nome. Sigo-a tem anos desde outros blogues e ela continua a parecer uma pessoa tão calma e querida que eu gostaria de ter no meu grupo de amigos.

E acho que é isto. Obviamente tem mais bloggers que eu gostaria de conhecer mas regras são regras, hahaha.

beauty

Curvy Diaries | Fancy bikestar

segunda-feira, outubro 20, 2014

"Fancy" por causa do colar e o chapéu. "Bikestar" porque o casaco de cabedal falso e as botas pretas, inspiram os motoqueiros dos anos 70s.

Este é mais uma publicação de um outfit que tenho usado até regularmente, trocando apenas as cores e os detalhes. É quentinho, protege da chuva e não pesa no corpo.


Apesar de achar o chapéu pequeno para o meu tamanho (digamos assim, haha), as vezes que o usei fui tecida de elogios de que me ficava muito bem, então ele tem-se tornado num amigo quando, pelo menos, o meu cabelo está num mau dia. Já mencionei em uns posts atrás que eu tenho muitas blusas e camisolas brancas e uso quase sempre uma todos os dias porque adoro. Hoje não foi excepção. As leggins já se tornaram numa peça de vestuário que eu uso e abuso (tem quem me chame ousada) e as botas são dos pares de calçado para esta e a próxima estação. O casaco de cabedal é para completar o look e é também uma peça indispensável no armário.

Chapéu: H&M, 10€
Blusa: Primark, 13€
Leggins: Primark, 8€
Botas: São Costureira, 30€
Colar: H&M, 8€, salvo erro
Casaco: Primark, 18€

sábado, outubro 18, 2014


 Odeio imprevistos - aqueles que surgem quando não deveriam surgir e só servem para deitar por terra toda e qualquer felicidade com certa expectativa - e a sensação de frustração em não conseguir fazer nada para os deter. Simplesmente odeio. Parece que, por vezes, o universo conspira contra mim. Podia ser bom mas não é.

Tatuagens e os seus quês: antes, durante e o depois

sábado, outubro 18, 2014

Antigamente as tatuagens eram vistas como uma forma de vandalismo. Actualmente são uma forma de arte e uma maneira de cada um se ir expressando através do seu próprio corpo. É aquele caso de "mudam-se os tempos, mudam-se as vontades". Contudo é muito normal ainda nos dias de hoje encontrar pessoas que simplesmente pensam "Estás a estragar o teu corpo!" e/ou "Deus nos criou sem tatuagens, colocar isso no corpo para sempre é ir contra a Sua vontade" e outros blablablás.

Para mim, são uma forma de me expressar e eu tenho duas e - se a vontade e a certeza de querer mais, chegar - quem sabe terei mais no futuro. Mas fazer uma tatuagem é só marcar com um tatuador, escolher um desenho e enfrentar as agulhas? É. É e não é.

sexta-feira, outubro 17, 2014

Segunda-feira, vem morar no meu cantinho. Finalmente.
Numa história curta: desde que esta paleta saiu em meados de Abril que eu andei numa busca por ela. Aqui por Braga nunca a encontrei nas Sephoras e, nos sites internacionais, ficava sempre acima de 60€ e eu não queria de forma alguma gastar tanto dinheiro assim e esperar mais de duas semanas por ela. Sem contar que é um produto frágil para vir todo quebrado pelos correios internacionais. E também tinha a questão da alfândega. Enfim, quase dei por perdida quando descobri uma loja portuguesa online que tinha a paleta em stock e por apenas mais seis euros do que seria comprar na Sephora. Obviamente perdi o amor a 50€ e comprei nesta última quinta-feira convicta de que me vai ser não só a minha paleta favorita mas também aquela que eu vou mais usar. Consigo imaginar já uma infinidade de maquilhagens com ela. Uma prenda de mim para mim. Comprei também um produto para o cabelo e o resto das novidades ficam para depois. Do mais, estou ansiosa... muito ansiosa.

Randomness

sexta-feira, outubro 17, 2014


Se tem uma coisa que eu gosto, são velas. Tenho mais de meia dúzia espalhadas pelo quarto e hoje comprei mais esta da marca Glade com o cheiro "Warm and Spice" e posso já dizer-vos que o ambiente ao meu redor, parece cheirar de um bolo acabado de sair do forno com um toque de canela. Então estou eu, a minha mantinha nova cheia de padrões de animais, a minha vela, o meu portátil e os meus pensamentos. 

Primeiro pensamento da noite é que rainhas não competem com plebe, então eu vou ficar no meu canto e não vou repetir comportamentos dignos de circo.

Segundo, o meu blogue tal e qual como ele é, é um monte de retalhos meus. Não segue uma ordem específica de temas, não tem um objectivo por si só e não pretendo nada com ele a não ser extravasar o que me vai na mente e/ou compartilhar aquilo que gosto. Fugir um pouco da rotina de trabalho, universidade, tarefas domésticas. Agradeço assim a quem me tem seguido ao longo destes quase quatro meses, a quem só fica de passagem e me visita todos os dias e a quem me pára na rua para dizer que gosta muito do que eu vou escrevendo.

Os restantes pensamentos ficam por conta de estar stressada com esta chuva (pois não seca as roupas na varanda) e divididos entre a época de testes que está a aproximar-se e eu preciso de concentrar-me e delinear um plano de estudos para que saia bem sucedida. Há também espaço para sonhar com Paris que é uma cidade que eu quero visitar e talvez esteja a planear uma viagem até ao fim do ano para conhecer a cidade das luzes. Mas sei lá, rascunhos.

Já estamos na sexta-feira e, credo, como esta semana passou a voar.

quarta-feira, outubro 15, 2014


Digam-me lá, qual o melhor livro que vocês já leram e recomendar-me-iam?

Comida

Culinária | Biscoitos de (quase) Cape Cod

terça-feira, outubro 14, 2014

Eu estou a ler um livro chamado "Enquanto houver estrelas no céu" da autora Kristin Harmel e além da história me estar a prender muito e a ser tão interessante que eu preciso me conter para não o acabar logo, este livro prima pela originalidade de conter umas receitas pelo meio relacionadas à confeitaria North Star - que é um negócio da família da personagem principal da história.

Ora, qual Catarina seria eu se não me desse para experimentar uma das receitas? A mais fácil pareceu-me os "Biscoitos de Cape Cod". Como eu não tinha arandos secos nem encontrei pepitas de chocolate branco no mercado mais próximo, usei apenas e em substituição das duas, pepitas de chocolate negro. Bom, o resultado não poderia ser melhor. Saíram uma delícia!

Ingredientes:

2 ovos grandes
2 chávenas de açucar mascavado
3 chávenas de farinha
1/2 colher de chá de essência de baunilha
1/2 colher de chá de sal
2 colher de sopa de natas
1 pitada de fermento
1 chávena de pepitas de chocolate branco
1 chávena de arandos secos
115 gramas de manteiga à temperatura ambiente

Preparação:
Colocar o forno a uma temperatura de 190ºC para ir aquecendo. Começa por, numa bacia grande, misturar com a ajuda de uma batedeira a manteiga com o açucar. Assim que virar uma massa homogénea, junta a baunilha, os ovos e as natas. Bate bem até tudo ficar bem misturado. Em seguida, peneirando a farinha com o fermento e o sal vai juntando no preparado anterior enquanto batendo com a batedeira. Ao chegar a certo ponto, vai ser difícil continuar com a batedeira. Assim, continua a mexer com a ajuda de uma colher de pau ou de um salazar.  
Depois é só juntar os arandos e as pepitas de chocolate e misturar bem para ficarem distribuídos pela massa. (De novo, como eu não encontrei as pepitas brancas nem os arandos, fiz apenas com as pepitas de chocolate negro)
Forrar um tabuleiro com uma folha de papel vegetal e com a ajuda de uma colher, ir colocando pequenas porções da massa ao longo deste, deixando espaço entre as porções de, pelo menos, 2cm. 
Deixar cozer, no forno à mesma temperatura entre a 12 a 13 min.
Retirar do forno, deixar esfriar e então servir.

Voilá!
São um óptimo acompanhante para um chá nos dias mais frios. Experimentem!

domingo, outubro 12, 2014

"Ela faleceu vai fazer 3 anos em Março. E, sabe, eu ainda estou a tentar acostumar-me e é muito difícil. Ainda durmo com a almofada dela ao lado da minha e às vezes acordo de noite com vontade de a abraçar e ela não está lá. Por momentos penso que ela foi só à casa de banho e já volta. Tenho muita saudade."

Senhor de 83 anos que desconheço o nome

Esta foi a coisa mais bonita que ouvi hoje.

"Ao início parecias arrogante"

sábado, outubro 11, 2014

Se por cada vez que eu ouvisse isto ganhasse cem euros, neste momento poderia estar de Mercedes. Não? Eu não sou arrogante só para começo de conversa. Nem fria, nem distante, nem nada do que se pareça. Afinal só parece. Eu sou apenas muito reservada e eu não me abro a qualquer pessoa e sinto uma coceira em mim em pensar ser íntima com quem não sabe nem a data do meu nascimento, por exemplo. Eu odeio forçar intimidade com as pessoas que não conheço tão bem, então elas têm de mim o que elas pensam ser o lado arrogante. Estava a jantar hoje com as minhas colegas de trabalho ao que uma delas confessa que quando veio para cá trabalhar tinha uma ideia de que eu era arrogante, dura e até um bocado convencida. Não, nada disso. Para quem realmente me conhece sabe como eu sou um coração de manteiga, como eu sou bondosa, como eu gosto e me proponho sempre a ajudar, como eu dou mais de mim aos outros do que a mim mesma, como eu sou chorona com as coisas mais pequenas como um simples "obrigado" de alguém ou um elogio de quem eu admiro muito. E eu sou só muito frontal, também. Eu não gosto de "nhenhices"; se alguém me pede uma opinião eu falo com naturalidade o que penso. Ás vezes dói, eu sei. Mas é só o meu jeito. Confessei à minha colega de trabalho "Quase toda a gente que conheço diz isso de mim" e expliquei "Eu sou só reservada, não forço intimidades e fico muito na minha. Eu não me abro para qualquer pessoa que não me dê confiança para isso". Mas isso é bom. É a minha defesa. Para quem se interessar, tem que bater muito com a picareta na capa de gelo para descobrir o meu "eu", aquele verdadeiro que eu sei que tenho. Que as pessoas realmente próximas a mim sabem que eu tenho.

Foi por isso que a Andreia - das pessoas que me conhece melhor no mundo - me disse "É preciso uma chave muito especial para alguém te abrir e reconhecer como tu és. Tu tens esse ar frio mas tu és a pessoa mais sensível que eu conheço".

Provavelmente eu não passo essa visão fria e desprovida de amor e compaixão no mundo da blogosfera onde eu me abro aqui como se ninguém que eu conhecesse estivesse a me ler; mas para quem bate comigo de frente, que não se assuste. Como me disseram um dia "És uma caixinha de surpresas!".

Quando é que chega Novembro, mesmo?

sábado, outubro 11, 2014

Este mês de Outubro está a ser uma desgraça completa. É só melancolia. Agora, para colocar a cereja no topo do bolo, a minha nova querida tatuagem desencadeou uma reacção alérgica. Anti-histamínicos, novos cuidados a ver se melhora e não se torna numa infecção. Começo a pensar que estou a ser alvo de uma macumba bem feita e olha, sinto-me de peito cheio para afirmar que acredito muito nisso. Credo...

Sexta-feira, 10

sábado, outubro 11, 2014

Tecnicamente hoje é dia 11 já mas já que eu ainda não dormi e ainda não é de manhã, não vou considerar sábado. Então, hoje - sexta-feira - foi um dia que teve tanto de bom como de mau. No final do dia eu estou com um braço plastificado em película aderente e dorido, com uma dor de cabeça e o coração magoado. 

Tinha vos contado ontem que hoje eu iria fazer duas novas tatuagens mas só fiz uma (e retoquei a primeira de todas) pois não tive tempo para mais. Ou seja, a tatuagem que iria fazer junto com a minha melhor amiga ficou para outro dia. Mas aí virá. Eu gosto muito de tatuagens. Adoro ver, adoro a arte e acho que sempre quis fazer uma desde que me lembre. Mas sabem como é fazer uma tatuagem - é para sempre. No início queria uma coruja pois acho que tem a ver muito comigo no quesito de ser observadora mas se aprendi uma coisa é que se estamos sempre a adiar é porque realmente não queremos aquele desenho para sempre na nossa pele. Foi então que no meu aniversário de 24 anos fiz a primeira que acabou por ser uma frase de uma das minhas músicas favoritas. A segunda... eu mostro depois (a não ser que já tenham visto no instagram) quando ela não estiver inchada, vermelha e a cicatrizar mas tem um dos significados mais lindos e verdadeiros para mim. 
Enfim, fazer a tatuagem e retocar a outra foi parte boa do meu dia. Assim como comprar um novo livro - Enquanto houver estrelas no céu - e assim como os breves momentos que eu passei com os meus tios e primo na hora de trabalho no almoço. E o chocolate que comi só porque é chocolate.

O resto foi para esquecer. Trabalhar hoje foi desanimador, andar nos autocarros hiper mega cheios foi sufocante, o tempo ora quente ora frio fez-me secar a garganta, a fila nos CTT e a sua inutilidade em lá ter ido foi para esquecer e a inconstância, oscilações ou whatever de certa e determinada pessoa deu para me fazer chorar.

Acabo o dia com um comprimido de ibuprofeno que talvez ajude na dor do braço e de cabeça - aguardo ansiosamente o seu efeito - e com o meu novo livro, enquanto enroscada nas cobertas da minha cama. Amanhã é outro dia e se tem alguém que merece a minha boa disposição e o meu sorriso... sou eu mesma.

quinta-feira, outubro 09, 2014

Amanhã, sexta, vou rabiscar-me de novo. Aproveitarei para retocar a primogénita - que ainda não retoquei desde Abril - e para dar-lhe duas irmãzinhas. Sabem como é que dizem... dá azar ter tatuagens em número par. Espero ter tempo suficiente ou terei que fazer em dois dias. E espero também estar num bom dia. Um dia, se se interessarem, faço uma publicação sobre o "ser tatuada" e as minhas experiências que ainda são poucas. Wish me luck!

quinta-feira, outubro 09, 2014

Devia ter percebido que as coisas mudaram quando deixaste de levar mais de uma hora para conseguires te despedir de mim. Boa noite, boa noite 2 (...) boa noite 15.

quarta-feira, outubro 08, 2014


I'm someone who is looking for love. Real love. Ridiculous, inconvenient, consuming, can't-live-without-each-other love.
Carrie Bradshaw